DAA - Destacamento Aéreo dos Açores

Em 1956 foi criada a Zona Aérea dos Açores, tendo ficado a Base Aérea nº4 na sua dependência. O Centro Coordenador de Busca e Salvamento das Lajes, na dependência do Comando da Zona Aérea dos Açores, é o responsável por uma imensa área atlântica, e utiliza para isso os meios aéreos atribuídos à BA4. Estes são também comummente empregues em missões de apoio cívico, nomeadamente na execução de Evacuações Sanitárias inter-ilhas. Após a desactivação da Esquadra 711, em 11 de Abril de 2007, foi criado o Destacamento Aéreo dos Açores (DAA), operando o C-212 (DAA C-212). A 12 de Março de 2010, após a desactivação do DAA do C-212 AVIOCAR, foi activado o Destacamento Aéreo dos Açores do C-295M (DAA-C295M).

 

Com uma reação inferior a 45 minutos, a Esquadra 502 garante o DAA de forma permanente, 24 horas por dia, sete dias da semana, com uma aeronave C-295M e respectiva tripulação onde se destacam as missões de apoio à população, como evacuações médicas, realizadas em conjunto com aeronave EH-101, e busca e salvamento. Os 45 minutos referidos é o tempo que os militares dispõem para aprontar a aeronave para a missão pedida, preparar e planear o voo e colocar a aeronave no ar.

 

Das missões referidas, a frota C-295M operada no DAA contabiliza, até Novembro de 2012, 391 horas de voo em 184 missões de evacuação médica ou transporte de doentes, tendo ajudado 204 vidas.

 

Em missões de Busca e Salvamento (Search and Rescue - SAR) foram efectuadas 263 horas de voo, no mesmo período, contribuindo para o sucesso de missões de salvamento realizadas em conjunto com a aeronave EH-101.

 

Desde a activação do C-295M no DAA foram efectuadas mais de 880 horas de voo pelas tripulações da Esquadra que asseguram o destacamento, repartidas pelas missões de transporte de pessoal, transportes especiais, movimento de aeronaves e tripulações, evacuações médicas e busca e salvamento.

 

Usando o ano de 2011 como referência, anualmente são efectuadas cerca de 500 horas de voo, em 378 saídas realizadas pelos militares da Esquadra 502 destacados e empenhados nas mais de 220 missões. Destacam-se as evacuações de mais de 60 doentes em 54 missões e voadas mais de 140 horas. Em missões  operacionais de busca e salvamento foram realizadas 122 horas de voo distribuídas por 25 missões 

 

Para além da operação referida é de salientar a participação no exercício Açor. O exercício combinado dos três ramos das Forças Armadas visa preparar o dispositivo militar disponível nos Açores para uma intervenção de controlo e defesa de pontos e áreas sensíveis. No mais recente exercício do tipo, o Açor 12, integrou também ações de treino de salvaguarda da vida humana, especialmente de apoio a intervenções de proteção civil em caso de catástrofe ou acidente grave.

 

 

  COPYRIGHT © 2019 FAP - DCSI - WEBTEAM