Lançamento de Paraquedistas

Seguindo a já longa tradição da Esquadra 502 neste tipo de missões, o C-295M veio trazer uma nova dimensão, com o já referido aumento de capacidade. Assim, enquanto que numa missão normal eram lançados cerca de 12 pára-quedistas em saltos automáticos de baixa altitude, hoje é possível lançar cerca de 44.

A qualificação operacional das tripulações nestas missões teve início no mesmo ano de 2009, depois de concluído o treino inicial na aeronave. Foi estabelecido um programa de qualificações de tripulações, bem como dos técnicos aero-terrestres envolvidos na realização das missões de lançamento de pessoal e de carga aérea, com treinos em terra seguidos de voos de treino com as diversas simulações de lançamento e recuperação de pára-quedista preso à aeronave, através da porta e da rampa. Por fim efectuaram-se saltos reais automáticos e de queda livre em Tancos. Este processo repetiu-se no ano seguinte para a qualificação de lançamento de carga.
Desde Agosto de 2009, inicio deste tipo de missão, a Agosto de 2012 foram efectuadas mais de 420 horas de voo e realizadas perto de 800 saídas, resultando em mais de 22200 saltos. 

É de destacar a participação conjunta em exercícios como o Real Thaw (*) com lançamentos tácticos SAM – Saltos de Abertura Manual utilizando pára-quedas SOV 3 e SAA – Saltos de Abertura Automática utilizando pára-quedas ARZ e SPEKON, diurnos e nocturnos, em missões de infiltração, lançamentos de cargas e recuperação de não combatentes efectuados pela UPF –  Unidade de Protecção da Força (**) a bordo da aeronave.

Links:


Info Tropas Pára-quedistas Portuguesas -  http://www.paraquedistas.com.pt/
Real Thaw - http://www.emfa.pt/realthaw/
UPF - http://www.emfa.pt/www/unidade-83-unidade-de-protecao-da-forca

  COPYRIGHT © 2019 FAP - DCSI - WEBTEAM