SAR

Portugal, pela sua localização tem a segunda maior área de responsabilidade do mundo em termos de Busca e Salvamento. Esta é uma responsabilidade partilhada entre a Força Aérea, a Marinha Portuguesa e a Autoridade Nacional de Protecção Civil, sendo que a Esquadra 502 contribui activamente nesse esforço.

O C-295M, com o alcance, autonomia e sistemas melhorados em relação ao C-212 (ver comparativo), veio aumentar a capacidade da Força Aérea Portuguesa em prestar este serviço. Para tal, a Esquadra 502 contribui com três aeronaves em permanente alerta, uma na Base Aérea nº6 no Montijo, outra na Base Aérea nº4, nas Lajes, e ainda outra no Aeródromo de Manobras nº3, no Porto Santo.

O kit de configuração SAR pode ser instalado em qualquer configuração, no entanto as aeronaves de alerta possuem uma configuração específica que permite estarem prontas para o transporte e acompanhamento médico dos náufragos para locais com as capacidades hospitalares necessárias.

Com a chegada da nova aeronave C-295M, a Esquadra 502 ficou habilitada a prestar um melhor serviço neste tipo de missão, tendo, desde Dezembro de 2009, realizado mais de 480 horas de voo nas cerca de 100 missões operacionais. Nos últimos 30 anos foram realizadas pela Esquadra 502 mais de 700 horas em mais de 170 missões operacionais SAR.

 

 

 

 

 

 

 

  COPYRIGHT © 2019 FAP - DCSI - WEBTEAM